New Property

loading...

NOVAS MEDIDAS DE APOIO AO SETOR IMOBILIÁRIO 2020

NOVAS MEDIDAS DE APOIO AO SETOR IMOBILIÁRIO PARA PROTEÇAO DE ARRENDATÁRIOS E SENHORIOS

Foram publicados no Diário da República no passado dia 30 de Dezembro, a Lei 75-2020 e o Decreto-Lei 106-A/2020 que têm como propósito garantir o prolongamento das medidas excepcionais temporárias criadas no contexto da Covid-19 para garantir apoio a arrendatários, senhorios e titulares de outras formas contratuais de exploração de imóveis, de forma a mitigar o impacto económico que se tem reflectido no sector imobiliário.

Prorrogação do regime extraordinário de protecção dos arrendatários

A prorrogação da Lei 1-A/2020 de 19 março terminará ao dia 30 de junho de 2021, mantendo a suspensão da possibilidade de:
– Elaborar uma intenção de denuncia de contratos de arrendamento habitacional e não habitacional efetuadas por parte do senhorio;
– Aplicar a caducidade dos contratos de arrendamento habitacional e não habitacional;
– Elaborar uma intenção de revogação, da oposição à renovação de contratos de arrendamento habitacional e não habitacional;
– Aplicar o prazo para restituição de imóvel previsto no artigo 1053.º do Código Civil, se o seu término ocorrer durante o período em que vigorarem as referidas medidas;
– Executar a hipoteca sobre imóvel que constitua habitação própria e permanente do executado.

Regime especial para estabelecimentos de comércio, restauração ou prestação de serviços que permaneçam encerrados

Prorrogação do prazo do contrato
A Lei 75-A/2020, de 30 de dezembro tem como objetivo “A prorrogação automaticamente dos contratos de arrendamento para fins não habitacionais relativos a estabelecimentos que, por determinação legal ou administrativa da responsabilidade do Governo, tenham sido encerrados em março de 2020, e que ainda permaneçam encerrados a 1 de janeiro de 2021.”

Regime especial de diferimento no pagamento de rendas
A Lei n.º 75-A/2020, de 30 de dezembro veio também incluir a instituição de um regime especial de diferimento no pagamento de rendas aplicável aos estabelecimentos de comércio a retalho ou de prestação de serviço abertos ao público, ou de restauração (que se encontrem abrangidos pelo artigo 7.º da Lei n.º 4-C/2020, de 6 de abril), que tenham sido encerrados, por determinação legal ou administrativa da responsabilidade do Governo, desde, pelo menos, março de 2020, e que a 1 de janeiro de 2021 ainda permaneçam encerrados.
Sendo assim, “Os arrendatários de estabelecimentos que permaneçam encerrados a 01.01.2021 podem deferir não só o pagamento das rendas vencidas em 2020 como as de 2021 durante os meses de encerramento.” Neste caso o período de regularização da dívida correspondente às rendas objeto de tal deferimento tem início apenas em 1 de janeiro de 2022, prolongando-se até 31 de dezembro de 2023.
À semelhança do que já se encontrava previsto anteriormente – caso o arrendatário requeira o diferimento do pagamento das rendas nos termos acima referidos, os senhorios podem requerer a concessão de uma linha de crédito com custos reduzidos por referência às rendas do ano de 2020 e também de 2021, vencidas e não liquidadas.

Outras formas de exploração de imóveis e estabelecimentos inseridos em conjuntos comerciais
O regime especial de diferimento no pagamento de rendas também se aplica a outras formas de exploração de imóveis, sendo que as referências na lei relativas a senhorio, arrendatário e rendas tem o propósito de abranger figuras correspondentes que resultem de outras formas contratuais. No entanto, ficou expressamente clarificado pelo legislador que o regime de diferimento no pagamento de rendas não se aplica aos estabelecimentos inseridos em conjuntos comerciais que beneficiem de um regime de redução ou desconto na remuneração devida ao senhorio nos termos do contrato, durante o ano de 2021.

Arrendamentos para fins não habitacionais e outras formas contratuais de exploração de imóveis – Apoio a fundo perdido

A Lei 75-A/2020, de 30 de dezembro acrescentou igualmente a possibilidade dos arrendatários que explorem estabelecimentos de comércio a retalho ou de prestação de serviço abertos ao público ou estabelecimentos de restauração ou similares, que tenham visto as suas atividades encerradas ou suspensas no ano de 2020, possam receber um apoio a fundo perdido, sempre que tenha ocorrido uma quebra de faturação, respetivamente:
a) Entre 25% e 40% – uma verba de apoio de 30% do valor da renda (com o limite de 1200€ por mês)
ou,
b) Superior a 40% – uma verba de apoio de 50% do valor da renda (com o limite de 2000€ por mês).

Outras alterações ao regime excecional para as situações de mora no pagamento da renda nos contratos de arrendamento para fins habitacionais

No que diz respeito ao Decreto-Lei 106-A/2020 publicado no mesmo dia 30 de dezembro, conjuntamente com a Lei 75-A/2020, permitiu alargar o âmbito de aplicação do regime no que respeita a contratos para fins habitacionais. O referido regime passa a ser aplicável quando, cumulativamente, se verifique:
i. uma quebra superior a 20% dos rendimentos do agregado familiar do arrendatário, face aos rendimentos do mês de fevereiro de 2020;
ii. do mês anterior; ou
iii. do período homólogo do ano anterior; e
iv. a taxa de esforço do agregado familiar do arrendatário, calculada como a percentagem destinada ao pagamento da renda, soma dos rendimentos de todos os membros daquele agregado, seja ou se torne superior a 30% e já não 35%, como estava previsto anteriormente na Lei n.º 4-C/2020, 6 de abril de 2020.
O Decreto-Lei n.º 106-A/2020, de 30 de dezembro também incluiu ao artigo 5.º da Lei n.º 4-C/2020, de 6 de abril, a possibilidade de facultar aos devedores de empréstimos com rendimentos baixos, cuja taxa de esforço destinada ao pagamento da renda seja ou se torne superior a 35%, a solicitação de conversão dos empréstimos do IHRU, IP (Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana) em comparticipações financeiras não reembolsáveis (fundo perdido), podendo a comparticipação corresponder à totalidade do valor do empréstimo no caso de agregados familiares em que a taxa de esforço é igual ou superior a 100%. Por outro lado, foi revogado o direito dos senhorios habitacionais à concessão de empréstimos pelo IHRU, I.P.
Tendo sido criada uma obrigação de reporte trimestral contendo informação atualizada, que comprove a quebra de rendimentos dos arrendatários habitacionais da qual depende o benefício deste regime.

Redução da remuneração fixa ou mínima devida pelos lojistas de estabelecimentos abertos ao público inseridos em centros comerciais

A Lei n.º 75-B/2020, de 31 de dezembro, que aprovou o Orçamento de Estado para 2021, veio ainda aditar à Lei n.º 4-C/2020, de 6 de abril o artigo 8.º-B, o qual permite a redução da remuneração fixa ou mínima devida pelos lojistas de estabelecimentos abertos ao público inseridos em centros comerciais, proporcionalmente à redução de faturação mensal, até a um limite de 50%. Abrangendo os estabelecimentos que tiveram uma quebra do volume de vendas mensal, face:

i) ao volume de vendas do mês homólogo do ano de 2019; ou na sua falta,
ii) ao volume médio de vendas dos últimos seis meses antecedentes ao Decreto do Presidente da República n.º 14- A/2020, de 18 de março, que decretou o estado de emergência, ou de período
inferior, se aplicável.
Esta redução será aplicada durante o primeiro trimestre de 2021, podendo ser prorrogada por despacho do Governo, caso se prolongue a situação excecional de prevenção da infeção
epidemiológica por SARS-CoV-2.

Salientamos que a não exigência de indeminização por atraso no pagamento das rendas, por parte do senhorio, tem aplicação aos meses em que o deferimento deste regime ocorreu e não apenas durante a vigência do estado de emergência e primeiro mês subsequente, conforme anteriormente previsto.

Nota: A informação neste artigo não dispensa a leitura da Lei.

 

LEI DE BASES DA HABITAÇÃO 2020

Lei de Bases da Habitação

O primeiro decreto-lei já foi publicado em Diário da República, um ano depois da lei de bases e adequa a esta legislação os instrumentos da nova Geração de Políticas de Habitação.

O primeiro decreto-lei que regulamenta a Lei de Bases da Habitação foi publicado em Diário da República, adaptando os programas 1.º Direito, Porta de Entrada e de Arrendamento Acessível, bem como a orgânica do Instituto da Habitação. O diploma, que entra em vigor no dia 2 de novembro de 2020 – com exceção das adaptações do Programa de Arrendamento Acessível (PAA), que apenas são aplicadas 90 dias após a publicação, ou seja, no fim de dezembro –, surge um ano depois da entrada em vigor da lei de bases, adequando a esta legislação aos instrumentos da denominada Nova Geração de Políticas de Habitação.

Em causa estão o 1.º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação (para pessoas a viver em condições indignas), o Porta de Entrada – Programa de Apoio ao Alojamento Urgente (para pessoas privadas de habitação temporária ou definitivamente) e o PAA (para casos de baixos rendimentos).

Com o diploma publicado pretende-se também dotar o Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) das “competências necessárias para proceder ao inventário do património do Estado com aptidão para uso habitacional e à gestão da bolsa de imóveis do Estado para habitação, com vista ao aumento da oferta de habitação com apoio público a custos acessíveis”, medidas anunciadas pelo Governo a 17 de setembro de 2020 e cuja regulação também já foi publicada.

O instituto é definido como “a entidade pública promotora da política nacional de habitação”, que concretiza e coordena a política nacional nesta área, publicando anualmente um relatório de monitorização e gerindo o Portal da Habitação. O decreto-lei acrescenta o foco na “habitação de interesse social” às suas funções de aquisição e urbanização de terrenos, aquisição e arrendamento, promoção de construção e reabilitação urbana.

Diploma regula gestão dos condomínios
O texto também altera o decreto-lei sobre as normas regulamentares do regime da propriedade horizontal, no que toca às obras necessárias em partes comuns de condomínios. Estipula-se que as entidades públicas com competências na área da gestão habitacional podem determinar e promover essas obras em edifícios onde são condóminos, tal como é permitido aos municípios.

“Sempre que, por ato ou omissão dos condóminos, a assembleia de condóminos não reúna ou não sejam tomadas as decisões necessárias ao cumprimento das obrigações legais de elaboração do regulamento do condomínio, de contratação do seguro obrigatório ou de constituição de fundo de reserva, qualquer condómino pode assegurar o cumprimento das mesmas como administrador provisório”, é referido no novo diploma.

Se esse administrador provisório for uma entidade pública com atribuições na gestão habitacional e for necessário fazer obras nas partes comuns, o organismo “pode recorrer à execução coerciva das mesmas […], sempre que não seja possível uma decisão da assembleia de condóminos para o efeito”.

A nova legislação também altera o regime jurídico dos instrumentos de gestão territorial para simplificar e acelerar a promoção da oferta pública de habitação. Para tal, inclui “formas alternativas de execução de uma unidade operativa de planeamento e gestão”, no âmbito da Estratégia Local de Habitação, da Carta Municipal de Habitação ou da Bolsa de Habitação (previstas na lei de bases), permitindo também que o número de estacionamentos por fogo seja adequado às necessidades.

As adaptações constantes no novo decreto-lei ocorrem, segundo o Governo, no âmbito do Programa de Estabilização Económica e Social: “No contexto atual, a resposta ao problema estrutural de escassez de habitação pública ganha redobrado sentido e pertinência […]. Importa assim promover uma implementação mais simples, célere e abrangente dos instrumentos já criados”.

Fonte: Idealista
6 Out 2020

 

O RED DAY 2020

O Red Day 2020 na KW Ábaco

A actual circunstância criada pelo Covid 19, condiciona a realização do Red Day no seu formato tradicional.

Tendo como principal objectivo, reunir toda a equipa Ábaco com o intuito de devolver à sociedade onde está inserida, doando um dia de trabalho em prol dos mais desfavorecidos, encontrámos as naturais dificuldades de implementação devido ao condicionamento gerado pela distância social que todos devemos manter para quebrar a cadeia de contágio. A logística de qualquer acção conjunta é complexa e limitadora para a dimensão da nossa equipa.

Coube ao Comité da Cultura, a que presido, encontrar uma forma de o fazer.

Recorrendo ao WI4C2TS e às leis do BOLD, pensámos que cada um de nós podia fazer um Red Day diferente e eficaz. Identificando à nossa volta, na zona onde vivemos ou nos círculos em que nos movemos, situações de carência, podemos impactar positivamente a vida de centenas de pessoas. Desde um simples e genuíno gesto de simpatia e atenção até ao melhor que a nossa criatividade pudesse proporcionar, muitas acções podem ser realizadas com segurança e para conforto dos mais necessitados. Em pequenos grupos ou individualmente podemos encher muitos corações com momentos de alegria e conforto.

O nosso lema foi:
“MUDA A FORMA COMO VÊS AS COISAS E AS COISAS QUE VÊS MUDAM”
“FOCA-TE NO PLANO NÃO NO PROBLEMA”
“A FORMA COMO PARTICIPAS AQUI É COMO PARTICIPAS LÁ FORA”
Win-win ou não há acordo – O Red Day é importante para a nossa comunidade. Há sempre alguém em pior situação que a nossa, por muito mal que possamos estar.
Integridade – Fazer o que está certo mesmo quando ninguém está a ver o que fazemos. Praticamos o bem para quem necessita, não para outros verem ou saberem.
Clientes em primeiro lugar – No Red Day “os nossos Clientes” são as pessoas que necessitam de ajuda e que vamos ajudar.
Compromisso em tudo – A KW está comprometida com o Red Day a nível Mundial. A equipa Ábaco é KW por isso estamos também comprometidos.
Comunicação – Procurar entender primeiro. Dedicar algum tempo a entender Quem precisa da minha ajuda? Como posso ajudar? já que o Quando está definido, será dia 14 de Maio.
Criatividade – Ideias antes dos resultados. A nossa criatividade na forma em que vamos ajudar, vai marcar a vida de muitas pessoas. Sem julgamentos de valor cada um ajudará na medida das suas possibilidades. Põe a tua criatividade em acção.
Trabalho em Equipa – Temos estados fisicamente afastados mas mais unidos do que nunca. O nosso empenho e ajuda em conjunto vai alcançar mais pessoas e vai ser mais poderoso.
Ter Confiança, começa com Honestidade – Neste dia dá o teu melhor a quem necessita. O teu melhor pode ser uma simples acção que vai provocar um forte impacto na vida de outra pessoa.
Sucesso – Resultados envolvendo as pessoas. Envolve-te nesta acção, envolve os que te são próximos também e torna este Red Day ainda mais especial. Proporciona um sorriso e aconchego e já terá valido a pena. A soma de todas as nossas acções serão o Sucesso deste Red Day.

Sabemos que tínhamos de zelar pela nossa segurança e das nossas famílias e de estar confortáveis com as acções que íamos realizar. Ainda assim escolhemos ajudar!

Posso dizer com grande satisfação e um pouco de orgulho que a equipa Ábaco respondeu em massa e com criatividade e foi o RED DAY com maior participação e envolvimento até ao momento. Criámos grupos de interesses comuns e impactámos um grande numero de pessoas e instituições.

Estamos muito gratos e de coração cheio.

Francisco Gameiro
Comité da Cultura KW Ábaco 2020

PROTOCOLO DE VISITAS EQUIPA GAMEIRO KW

Protocolo de visitas Equipa Gameiro KW

No âmbito da crise de saúde publica provocada pelo Covid19, é do interesse de todos, cumprir com o protocolo de visitas e negociação, por forma manter a segurança dos intervenientes.
Caso a caso será aplicado o protocolo adequado a imóveis devolutos, habitados e ainda a imóveis habitados por pessoas pertencentes aos grupos de risco. A não aceitação do cumprimento do protocolo, por qualquer das partes compradora ou vendedora, invalida a realização da visita.

Com o objectivo de cumprir o distanciamento social, recomendado pela DGS, antes do agendamento de qualquer visita, será realizada uma conversa telefónica ou reunião on line, através de uma das várias plataformas de videoconferência disponíveis, em que serão abordados os seguintes pontos:
– Explicar as características, pontos positivos e menos positivos do imóvel e detalhe sobre o processo de visitas.
– Compreender as suas necessidades, os seus gostos pessoais, o seu interesse no imóvel e a sua qualificação financeira.
– Responder às suas dúvidas e esclarecer tudo quanto desejar ver esclarecido.

Agendada a visita deverão observar-se os seguintes procedimentos:

  • Não serão permitidas visitas a pessoas que façam parte dos grupos de risco definidos pela DGS. Cada visitante deverá assinar uma declaração onde ficará registada essa informação e onde deverão constar os seus elementos de identificação (esta informação é sigilosa e só servirá para salvaguardar o princípio da boa fé )
  • Os visitantes, no número máximo de 2 pessoas (crianças e adolescentes até aos 16 anos não poderão visitar) acompanhados pelo nosso Consultor só poderão aceder ao imóvel, devidamente equipados com máscara, luvas e protecções para o calçado
  • Os materiais poderão ser fornecidos pela Equipa Gameiro KW e no final da visita serão recolhidos pela mesma, que garantirá a sua inutilização
  • Antes da colocação do equipamento de protecção, a Equipa Gameiro KW, fornecerá também um produto para desinfectar as mãos
  • Estando o imóvel habitado, os seus proprietários e demais familiares deverão abrir todas as portas, armários e equipamentos, antes de sair da casa. Caso o imóvel esteja devoluto será o Consultor da Equipa Gameiro KW o único a poder tocar nas maçanetas de portas e armários a abrir os equipamentos. Os visitantes devem abster-se de tocar em qualquer objecto ou superfície
  • Em divisões com áreas inferiores a 20 m2, só será permitida a permanência de 1 pessoa de cada vez
  • Em divisões com áreas superiores a 20 m2 deverá ser observada a distância de segurança obrigatória, entre cada pessoa
  • Concluída a visita o Consultor da Equipa Gameiro KW disponibilizará novamente desinfectante para as mãos e recolherá os acessórios utilizados para posterior eliminação.

Após a visita será solicitado o preenchimento de uma “Ficha de visita”.

As visitas são orientadas pelo consultor de acordo com as indicações de protecção individual da DGS, não podendo o consultor ou a KW, em nenhum dos casos, vir a ser responsabilizado por quaisquer ocorrências posteriores relacionadas com Covid19.

É COMPRADOR? VAI RECORRER A CRÉDITO?

É comprador e vai recorrer a crédito? Então este artigo é para si!

Em 2017 surgiu a figura de Intermediário de Crédito e a KW Ábaco concluiu com sucesso um longo processo de certificação que nos permite dizer com orgulho que somos Intermediário de Crédito autorizado vinculado e registado no Banco de Portugal. Esta decisão reflecte o mindset de uma empresa que acompanha o futuro e que investe em prol dos seus clientes e consultores a todos os níveis.

Para si que pensa adquirir um imóvel, poder recorrer a este departamento, liderado pela muito eficiente Rute Oliveira, é muito útil, uma vez que contactando apenas uma entidade pode ficar a saber as condições que os principais operadores no sistema bancário oferecem. E ainda perceber se de facto pode adquirir o imóvel que pretendia ou não, ou se pode até adquirir um de maior valor.

Para além disso a única preocupação deste departamento é encontrar a melhor solução para si e defender os seus interesses e não os do banco e por isso tem sido tão recomendado.

Com mais de 100 intervenções em 2019, o Departamento de Intermediação de Crédito da KW Ábaco está ao seu dispor.

Parece-lhe interessante?
Contacte-nos aqui para saber mais informações!

 

REAL TRENDS 2019 | KELLER WILLIAMS

REAL Trends “The Thousand” 2019

O REAL Trends “The Thousand”, publicado no The Wall Street Journal, é o ranking dos profissionais mais bem-sucedidos do imobiliário nos EUA. Divide-se em quatro categorias, classificando os 250 principais consultores individuais por nº de transacções, consultores individuais por volume de vendas, equipas por nº de transacções e equipas por volume de vendas.

A Keller Williams tem mais Consultores classificados por nº de transacções fechadas e volume de vendas do que qualquer outra marca no REAL Trends “The Thousand” de 2019!

No Top 250 de equipas por nº de transacções, 86 equipas correspondem a consultores Keller Williams, representando 34,3% do ranking total. No seu conjunto, estas equipas fecharam 49.429 transacções em 2018. Se olharmos para o Top 10, 6 dessas equipas são Keller Williams.

Sendo a Keller Williams, “The Home for Teams”, esta é a materialização da Visão de proporcionar Carreiras que vale a pena ter e Negócios que vale a pena deter!

We are with Gary!

KW PORTUGAL | PRÉMIOS 2019

KW Portugal | Prémios 2019

2019 foi um ano repleto de sucessos para toda a Família KW e isso foi reconhecido, em grande, durante a Family Reunion KW 2020, em Dallas!

Desde prémios individuais, prémios para os Market Centers, à KW Portugal e terminando com um President’s Award, mostrámos a todos o porquê de sermos a grande aposta da KW fora dos Estados Unidos.

Aqui fica a nossa Hall of Honor!

KW Portugal
#1 Region Gross Comission Income
#1 Region Growth Share
#1 Region Closed Units (Transações)

KW Ábaco
Silver Award pelo resultado em Market Center Gross Commissions Earned
Bronze Award pelo Market Center Growth Share
A KW Ábaco foi distiguida como o Market Center que mais faturou e que mais Growth Share distribuiu fora dos EUA! ?
O nosso Team Leader Rui Mena recebeu esta distinção pelas mãos de Presidente da Keller Williams WorldWide William Soteroff?


Menção Especial
A liderança da KW Portugal, Eduardo Garcia e Costa e Nuno Ascensão, foi reconhecida com o Prémio internacional President´s Award.
Este prémio não está relacionado com resultados de negócio mas sim com a atitude, carácter e valores com que os desafios e oportunidades, em 2019, foram encarados.
Muitos parabéns Eduardo e Nuno. Enche-nos de orgulho pertencer a esta história

Estamos todos de Parabéns!

A KELLER WILLIAMS NO MUNDO

A Keller Williams é a maior rede de franchising do mundo a operar no mercado imobiliário.

Está presente em 5 Continentes, 41 regiões e tem mais de 200 market centers fora dos Estados Unidos e Canadá, sendo a empresa com maior número de profissionais a trabalhar o mercado imobiliário.

Em Janeiro de 2020, existiam assinados 41 Master Franchises para regiões fora dos Estados Unidos e Canadá:

  • África do Sul
  • Argentina
  • Bélgica
  • Belize
  • Bermudas
  • Cambodja
  • Chile
  • China, Greater Xangai
  • Colombia
  • Costa Rica
  • Dubai
  • Espanha
  • Filipinas
  • França
  • Grécia
  • Honduras
  • Ilhas Turcas e Caicos
  • Indonésia
  • Irlanda
  • Israel
  • Itália
  • Jamaica
  • Japão
  • Luxemburgo
  • Malásia
  • México
  • Monaco
  • Marrocos
  • Nicaragua
  • Norte do Chipre
  • Panama
  • Polónia
  • Portugal
  • Porto Rico
  • Reino Unido
  • Republica Checa
  • Roménia
  • Sul do Chipre
  • Trinidad e Tobago
  • Turquia
  • Vietnam

Em Janeiro de 2018 a KW anunciou que era o franchising imobiliário nº1 em número de agentes, imóveis vendidos e volume de negócios nos Estados Unidos. O seu percurso deste então tem sido notável, bem como a sua expansão pelo mundo.

Quer saber mais sobre esta empresa extraordinária e as possibilidades que oferece em termos de negócio, carreira e crescimento pessoal? Se sim gostava de falar consigo.
Ana Menano +351 962024682 

ASSOCIATE LEADERSHIP COUNCIL (ALC) 2020

O ASSOCIATE LEADERSHIP COUNCIL (ALC) é um órgão de gestão da Keller Williams, constituído por Consultores (normalmente 5) escolhidos entre os 20% mais produtivos de cada Market Center.

Os membros do ALC estão envolvidos nas decisões de liderança com impacto no crescimento e rentabilidade dos Consultores e da empresa. Cada elemento do ALC tem a responsabilidade de liderar um Comité.

Depois de em 2015 ter sido convidado para pertencer ao primeiro ALC da KW Ábaco, liderando o comité do Crescimento e em 2017 ter ficado responsável por apoiar os 4 comités, o nosso Lead Agent Francisco Gameiro, ficará em 2020 com a responsabilidade de liderar o comité da Cultura o que nos enche de orgulho.

A Cultura da KW é única desde a sua fundação e define-nos enquanto empresa.
O objectivo do Francisco é contribuir para clarificar o que é e como podemos viver diariamente a nossa Cultura no nosso relacionamento com os que nos rodeiam, adoptando uma postura de contribuição e serviço aos outros, pautada pelo cumprimento dos nossos valores e princípios.

Equipa Gameiro KW
#cultura #gratidão #ALC #kwportugal #kwábaco #equipagameiro #52pontosculturakw #WI4C2TS

 

KELLER WILLIAMS É #1

A Keller Williams é #1 no mundo, com o maior crescimento, rentabilidade e produtividade.

A KW atua segundo o princípio de que, se focar todos os seus recursos na construção dos negócios dos seus consultores, estes irão, em retorno, ajudar a construir uma empresa acima de todas as expectativas. Com esta filosofia em prática, estamos a transformar o panorama geral da mediação imobiliária.

Hoje, por todo o mundo mais de 152.000 consultores e mais de 800 Market Centers são filiados KW.
Em Portugal a KW conta já com um total de 26 representações e mais de 1300 consultores.

A nossa missão é ajudar pessoas a construir carreiras que valem a pena ter.
Temos um programa de formação e coaching contínuo.
Temos o sistema de remuneração mais atrativo do mercado e distinto de toda a concorrência.

Uma empresa feita de consultores para consultores!

A Keller Williams é novamente #1 em 2019! É #1 em número de consultores, unidades vendidas e volume de vendas!

KELLER WILLIAMS

ENCONTRE UM IMÓVEL
Inscreva-se

Seja o primeiro a conhecer os nossos imóveis e a receber novidades e as últimas notícias do mercado!