" /> Dezembro 2019 - Equipa Gameiro

New Property

loading...

ANO NOVO VIDA NOVA!

Ano Novo Vida Nova. Será?

Com a aproximação do final do ano é natural começarmos a pensar no que desejamos para o Novo Ano. Mas infelizmente intenções não são suficientes.
É necessário algo mais profundo que exige tempo que muitas vezes não temos e reflexão que muitas vezes evitamos. No entanto é simples e poderoso: aprender a viver com um propósito. Quando conseguirmos isso, a vida diária será mais feliz e bonita.

A vida dos tempos modernos é parecida com um comboio de alta velocidade. A paisagem está mesmo do outro lado da janela, mas a maior parte de nós vai demasiado rápido para realmente ver e experienciar a beleza que apresenta. As pessoas entram e saem do comboio, sempre focadas no seu destino, a próxima tarefa na lista, a próxima grande coisa.

Viver com alma é a solução perfeita para este desassossego. Pensamos que a vida deve ser sobre descobrir a felicidade e beleza entre destinos, não o destino em si.

E o que é viver com Alma?
É simples. Fazer um esforço consciente para viver cada momento com intenção, é viver com mais alma. Pense naqueles momentos em que no caminho para o escritório vai a trabalhar para ter aqueles 10 minutos extra de trabalho feito. Valeu a pena não escolher observar o mundo à sua volta apenas para responder a alguns e-mails? Provavelmente não. Na verdade, o mais provável é que se tivesse optado por desfrutar do cenário, a paz interior que isso iria criar, podia ajudá-lo a ser mais produtivo quando chegasse ao trabalho.

Viver com propósito e criar mais alegria
Para nós viver com propósito é viver uma vida saudável e intencional, é perguntar a nós próprios o que nos fará felizes. O propósito vem da nossa alma, enquanto os objectivos vêm da nossa mente.” As 3 questões seguintes ajudam-nos a seguir o caminho certo para viver desta forma:

  • Quem sou eu?
  • O que é que quero para a minha vida?
  • Como posso servir os outros?

As respostas muitas vezes não são aquilo que esperamos logo de início mas não tem problema. É um processo.

Transformar as rotinas diárias em momentos com significado
Viver com alma não requer que alteremos drasticamente os nossos horários, apenas que abrandemos o nosso ritmo e façamos escolhas mais conscientes. Todos temos que comer e podemos fazer escolhas saudáveis e deliciosas que nos nutrem por dentro e por fora. Também podemos tomar um luxuriante banho em vez de um duche rápido ocasionalmente pois tem benefícios físicos e psicológicos profundos e duradouros. O nosso corpo precisa de dormir para sobreviver, mas por exemplo dedicar tempo para praticar yoga especialmente criado para melhorar a qualidade do sono, vai fazer com que acordemos mais frescos e prontos para enfrentar o dia. Uma conversa no sofá com alguém querido e uma chávena de chá pode trazer-nos a tranquilidade que precisamos e satisfazer a nossa necessidade de pertença. Pequenos ajustes à nossa rotina diária ajudam-nos a levar uma vida com mais alma.

Talvez já esteja a viver uma vida com alma mesmo sem saber ou talvez queira começar já hoje. Aqui estão algumas formas de descobrir ou de se inspirar para viver uma vida com mais propósito:

  • Fazer um detox digital
  • Criar o seu próprio projecto de felicidade
  • Iniciar o seu diário de gratidão
  • Começar a praticar meditação

Nós escolhemos passar pela vida e não deixar que a vida passe por nós e todos os dias fazemos pequenas escolhas nesse sentido.

Feliz 2020!
Equipa Gameiro
Francisco e Ana

COWORKING, JÁ CONHECE?

Coworking, já conhece?
É uma alternativa ao escritório tradicional e uma comunidade de partilha e ajuda mútua.

A partilha de um espaço de trabalho é um conceito em expansão no nosso País e tem já muitos projectos em funcionamento e muitos outros a caminho.
É uma tendência que está a modificar a forma como as empresas e empreendedores trabalham, partilham negócios e se relacionam entre si em geral.

Dá a quem o utiliza a oportunidade de aumentar o networking com pessoas de diversas áreas e estilos, vem colmatar a questão do isolamento de quem até agora tinha um modelo de trabalho em que utilizava um “home office” e de um modo geral aumentar a produtividade.
Estes espaços têm preços para diversos tipos de utilização e uma estrutura e modo de funcionamento completamente flexível.

Por outro lado partilhar um espaço de trabalho pode ser a solução para a escassez de escritórios em Lisboa e Porto. Este é um segmento de mercado com resultados visíveis em dezenas de empresas em todo o mundo que já utilizam o coworking nalguma escala e esperam aumentar o grau de compromisso com este tipo de espaços ao longo dos próximos anos.
Esta solução permite uma poupança nos custos de ocupação em muitos casos superior a 5% e muitas empresas reconhecem que a integração de espaço flexível na sua estratégia proporciona um valor significativo em termos de atracção de talento, ao mesmo tempo que reduz os custos de ocupação ao permitir adaptarem-se às variações constantes no número de colaboradores sem terem de aumentar os seus custos fixos.

Em Portugal, estima-se que este conceito agregue uma oferta total de 130.000 metros quadrados, dos quais 60% concentrados em Lisboa e 13% no Porto. Neste momento ainda tem um peso residual no parque total de escritórios em ambas as cidades, um valor um pouco abaixo dos 2%.


Conheça agora alguns exemplos deste novo modelo de negócio

Places
Campo Grande/Entrecampos/Alvalade
O mítico Cinema Quarteto, foi transformado no Places – um novo espaço de cowork na cidade num edifício com três pisos e um belo terraço para fugir do trabalho de tempos a tempos.

Wood
Marquês de Pombal
Localizado num edifício lisboeta dos anos 60, oferece um andar dedicado ao coworking com espaços partilhados com design de luxo e e zonas exteriores muito bonitas.

Resvés Cowork
Campo de Ourique
O cowork Resvés garante o acesso 24 horas aos membros. Tem bicicletas partilhadas e quer ser um pólo de dinamização cultural e de networking na cidade.

Unicorn Workspaces
Avenida da Liberdade
Depois da Alemanha, a empresa Unicorn Workspaces fez a sua expansão internacional e aterrou em Lisboa e tem dois espaços: uma casa no Marquês de Pombal e outra nos Restauradores.

Beco
Baixa de Lisboa
O BECO é um espaço de cowork inserido no SameSame, o primeiro projecto de co-living 100% português.

Liberdade 229
Avenida da Liberdade
O Liberdade 229 é um espaço confortável e internacional para trabalhar no centro de Lisboa, a 1 minuto de duas linhas de metro.

LACS
Estrela/Lapa/Santos
Não é um centro de escritório. Nem é só um espaço de cowork. O Lisbon Art Center & Studios (LACS) ultrapassa essa fronteira, é um pólo criativo aberto ao público com programação cultural e um rooftop com uma vista de 360 graus sobre Lisboa e o Tejo.

Ávila Spaces
Avenida da Republica
Este é um cowork premium no centro da cidade, com uma imagem mais corporativa em plena Avenida da República.

Heden
São Vicente
A Graça ganhou este espaço de cowork – o Heden, um pólo criativo que combina mesas de trabalho partilhadas com atelier para artistas ou criativos e zonas de exposição.

Misturado
Arroios
O espaço Misturado é conhecido pelos seus eventos culturais todas as semanas, mas mais que um palco da arte, é um espaço de cowork.

Lisbon Workhub
Marvila
Empreendedores, freelancers e nómadas partilham o mesmo espaço de trabalho no Lisbon Workhub. O cowork fica nos antigos e míticos armazéns de vinho Abel Pereira da Fonseca em Marvila.

Second Home
Cais do Sodré
O cowork que viajou de Londres para Lisboa dá a sensação de trabalhar num espaço semelhante a um jardim botânico com computadores. A incubadora de indústrias criativas instalou-se no Time Out Market.

Hood
Marvila
É uma espécie de bairro criativo, criado pela agência de marketing comOn no fim de 2015.

Idea Hub
Parque das Nações / Marquês de Pombal / Saldanha
O IDEIAHub tem duas moradas, uma no Parque das Nações e outra no Palácio Sotto Mayor e já previsto a abertura de uma espaço no Saldanha.

Cowork Todos
Marvila
A funcionar desde 2013, aloja mais de 85 criativos num armazém recuperado.

Cowork Central
Princípe Real
O Cowork Central já tinha o primeiro espaço no Cais do Sodré, mas vai daí e apareceram as dores de crescimento de quem já albergava 50 pessoas e precisava de mais. Tom Davis, o responsável pelo espaço, decidiu subir umas colinas e abrir outro espaço no Príncipe Real.

Corwork my Auchan
Avenidas Novas
Ao supermercado na Avenida da República, a cadeia de supermercados My Auchan juntou um espaço de cowork. E não paga nada para se sentar à mesa.

Cowork Palácio Baldaya
Benfica/Monsanto
O Palácio Baldaya reabriu em Setembro de 2017 para servir de pólo cultural ao bairro de Benfica, mais de um século depois de estar fechado. Passou a oferecer aos lisboetas uma nova biblioteca e um espaço de cowork.

Alvalade Cowork
Alvalade
No Alvalade Cowork o espaço é dividido com a Wave Factory, onde existe uma onda artificial para fazer surf e um restaurante.

Rocket Hub
Parque das Nações
Situado no Parque das Nações tem diversas opções de espaços idealizados para maximizar o seu conforto, motivando a sua criatividade.

Factory Lisbon
Hub criativo do Beato
É um projecto de 12.000 metros quadrados ainda em construção, tendo já assegurado uma ocupação parcial pela Mercedes-Benz.io, o hub de inovação digital da marca automóvel alemã.

Se já está a planear o próximo ano sugerimos que visite alguns e sinta a energia destes espaços com preços para todos os bolsos!

Equipa Gameiro KW

Fonte: Expresso, Idealista, Time Out

SE ARRENDAR UM IMÓVEL EM LISBOA, POSSO TER DÍSTICO DE RESIDENTE?

Tem um contrato de arrendamento e precisa de dístico de residente para estacionar o seu veículo, em Lisboa? Saiba como solicitar o mesmo através do site ou presencialmente nas lojas EMEL.

O Dístico de Residente permite o estacionamento nas ruas pertencentes à zona de residência do respectivo titular, nos lugares identificados, sem haver lugar ao pagamento da tarifa de estacionamento e sem limite de tempo.

Em regra, podem ser atribuídos até 3 Dísticos de Residente por fogo, desde que este seja utilizado para fins habitacionais e se situe dentro de uma Zona de Estacionamento de Duração Limitada. Pode ser incluída uma segunda zona de estacionamento no Dístico, que seja contígua à zona de residência. Mas, esta segunda zona não permite o estacionamento nos Eixos Vermelhos.

Em casos de famílias numerosas e de residências onde existe mais que um agregado familiar existem regras especiais previstas no Artº 25 do Regulamento (atribuição de até 5 dísticos no primeiro caso e redução do custo do segundo dístico no caso de famílias numeras).

Os Dísticos de Residente têm a validade máxima de 1 ano.

Para a emissão do dístico é necessário cumprir alguns requisitos.
É necessário que a morada do imóvel em questão coincida com a morada associada ao seu cartão de cidadão.

Caso verifique que as moradas são distintas, basta alterar a morada do cartão de cidadão. Este processo é simples e pode ser realizado através da Internet, de forma gratuita, ou presencialmente, com um custo de 3 euros. Não lhe é pedido nenhum comprovativo em como de facto mora no endereço apresentado. Apenas precisa de ter consigo o PIN de morada para realizar esta alteração. Caso não tenha este PIN, terá de fazer um novo cartão de cidadão o que constitui um processo mais demorado e também mais caro – o valor ronda os 15 euros ou o dobro, se solicitar a entrega urgente.

Para emissão do dístico da EMEL são-lhe solicitados os seguintes documentos originais:

  • Documento comprovativo da morada: Cartão do Cidadão (é necessário o PIN do cartão) ou Carta de Condução ou Autorização de Residência emitida pelo SEF (para cidadãos Estrangeiros);
  • Certificado de Matrícula, ou Título de Registo de Propriedade do veículo automóvel;
  • Contrato de Arrendamento para confirmar morada.

Quando o veículo para o qual precisa do dístico se encontra no nome de outra pessoa é-lhe pedida a apresentação do Título de Registo de Propriedade do veículo, juntamente com um dos seguintes documentos à sua escolha:
a) Um contrato que titula a aquisição com reserva de propriedade;
b) Um contrato de locação financeira ou de aluguer;
c) Uma declaração assinada pelo proprietário do veículo, na qual o mesmo ateste o usufruto deste, acompanhada por uma cópia da identificação do primeiro;
d) Uma “declaração da respectiva entidade empregadora onde conste o nome e a morada do requerente, a matrícula do veículo automóvel e o respectivo vínculo laboral, acompanhada do certificado de matrícula ou titulo de registo de propriedade, a locação financeira ou o aluguer da viatura”.

Para as zonas onde o dístico não permite estacionar gratuitamente, sugerimos a instalação e utilização da app da EMEL no seu telefone de modo a garantir que não é multado nem vê o seu carro ser bloqueado ou mesmo rebocado com os exurbitantes custos e transtorno associados.

Fonte: EMEL

EXPERIÊNCIAS OU BENS? AINDA TEM DÚVIDAS?

Prefere experiências ou bens?

Estudos demonstram que é o que fazemos e não o que temos, que nos proporciona alegria duradoura.

 

Aqui ficam 7 sugestões para aumentarmos a nossa alegria. Nem sempre é fácil mas vale sempre a pena pensar nisso.

As memórias são tesouros
Basear a nossa felicidade no que é material e na necessidade de estar constantemente a comprar coisas prejudica o ambiente e a nós também e essa felicidade nunca dura muito tempo. As experiências, ao contrário, permanecem connosco como memórias valiosas. E isso também se aplica a actividades que consideramos difíceis ou assustadoras. Mais tarde olhamos para elas com uma sensação de realização e conquista.

Somos as experiências que vivemos
Os bens materiais podem perder-se ou estragar-se mas as experiências fazem parte de nós, elas fazem de nós quem somos. Escolher experiências que nos atraem ajuda-nos a descobrir quem somos verdadeiramente e pode ser um importante investimento no nosso futuro.

As experiências fazem-nos crescer
Todas as novas experiências contribuem para a nossa aprendizagem, o nosso crescimento pessoal e sensação de realização, abrindo os nossos horizontes e aumentando as nossas capacidades de lidar com todas as situações que nos surgem no caminho.

Partilhar é cuidar
Ao realizar actividades em conjunto estabelecemos laços de união com as outras pessoas. São os pequenos momentos que passamos juntos, as histórias partilhadas, que tornam as relações mais profundas.

Cada um de nós é único
É fácil compararmo-nos com os outros através dos bens materiais mas de facto não somos todos iguais. Escolhendo experiências que nos digam algo, aumentamos a nossa consciência de que somos únicos.

Um novo caminho a explorar
Fazer algo que não fazemos normalmente dá-nos uma perspectiva diferente. É um pequeno passo que pode abrir novos caminhos.

Estar 100% presente
Viver cada experiência de forma consciente e estar totalmente presente no momento, permite aproveitá-lo ao máximo e recordá-lo vividamente mais tarde.


Por vezes tudo o que precisamos é de tempo para nós e de uma nova forma de olhar para a nossa vida.

Equipa Gameiro KW

ENCONTRE UM IMÓVEL
Inscreva-se

Seja o primeiro a conhecer os nossos imóveis e a receber novidades e as últimas notícias do mercado!